Inércia

August 14, 2014

"Por entre as rajadas de vento, conseguiu observar o espaço circundante ao lugar onde se encontrava e a rua parecia-lhe, cada vez mais, destituída de cor, como se se tivesse desbotado progressivamente, o mundo perdia a sua luz. Caminhou em direção ao parque e, quando lá chegou, a ausência luminosa de Cara fê-lo sentir-se atordoado. Deu três voltas ao lago, com o cigarro suspenso na boca e os olhos cabisbaixos, numa tristeza que não se despegava do seu âmago. A aridez do parque fazia-se sentir ainda mais pela total ausência de pessoas. Parou junto à vedação, perto da água e ficou a observá-la, não de muito longe, livre de patos e dos outros animais que habitualmente ali estavam, sem crianças a observá-lo, sem luz, sem reflexo. O mundo parecia um lugar desabitado e desfigurado."

 

Please reload

Bonnie.

April 27, 2016

1/3
Please reload

November 23, 2017

Please reload