"Quando a vi chegar à BE/CRE carregada de livros pensei (e disse) "Não vai conseguir vendê-los! Os hábitos de leitura por aqui são fracos". Respondeu-me que a realidade nem sempre se verificava e que a sua já vasta experiência de andanças pelas escolas iria confirmar que a minha afirmação era extemporânea. A verdade é que me enganei redondamente. Nas três apresentações que fez (duas de manhã e outra à tarde) para turmas do Ensino Secundário, a Pat R conseguiu passar aos alunos que a escutavam, um encantamento, uma química, uma curiosidade latente sobre "Os homens nunca saberão nada disto", que suscitou neles a vontade de o ler, de o ouvir e de desfrutar as suas ilustrações. O tom de voz sereno, a expressividade comunicativa, o lento desvendar deste projeto de escrita apresentado de forma estudada, caleidoscópica e rítmica, foi-se assenhoreando da audiência que a escutou com inquestionável atenção e prazer.(...)"

Teresa Ferreira, professora bibliotecária Escola Secundária D. Luísa Gusmão

"Uma das coisas que mais adorei neste livro foi a escrita da autora Pat R (...) que permite que rapidamente sejamos sugados para o turbilhão de paixão obsessiva entre as duas personagens principais. (...) Um romance verdadeiramente original que surge como uma lufada de ar fresco."

Sandra Dias, blog Vidas Desfolhadas

 

"Estamos perante uma nova autora que se preocupa com a beleza da sua escrita (...) Pat R escreve de forma intrincada e rica mas que por magia e certamente por talento é uma escrita direta, fluída, clara e acessível. (...) Não é um romance muito normal, não é uma história muito comum, é sim um livro para ser lido e uma autora para ser seguida, sem qualquer dúvida!"

Clarinda Cortes, blog Ler é Viver

Podcast para "A minha vida dava um disco", de Joana Esperança Andrade